Confusão em show de Ivete Sangalo deixa feridos por pisoteamento em Fortaleza

O show da cantora Ivete Sangalo neste sábado (22) no Fortal 2023, festival que acontece na cidade de Fortaleza (CE), foi marcado por reclamações. À reportagem, foliões relatam terem sido espremidos pelas barreiras de contenção montadas pela organização do evento, o que gerou pisoteamento e muita confusão.

Continua após a publicidade..

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram o momento em que foliões caem sobre as placas de ferro. É possível ver funcionários do evento tentando controlar a confusão, enquanto pessoas caem no chão, são empurradas e algumas ficam presas nas estruturas metálicas.

Segundo relatos ouvidos pela reportagem, na segunda volta de Ivete no circuito, os foliões do bloco foram espremidos em frente ao trio. Isso porque a placa de contenção que separa os blocos de Ivete e Bell Marques -que era outra atração da noite- impediu as pessoas de seguirem andando, enquanto o trio da cantora estava indo em direção a elas.

A organização do Fortal diz que apenas seis pessoas ficaram feridas no episódio. Em nota, o Fortal afirma que o incidente aconteceu quando “foliões empurraram a estrutura de separação dos blocos e os seguranças tiveram que suspender para evitar maiores danos”.

“Durante o episódio, 6 pessoas tiveram ferimentos leves, mas rapidamente receberam assistência das equipes de segurança. Nesse momento, o trio ficou parado durante o tempo necessário para que tudo fosse normalizado e o percurso do trio seguiu normalmente sem transtornos”, complementa o comunicado da organização do evento.

Procurada, a assessoria de Ivete Sangalo reproduziu o pronunciamento oficial do evento e afirmou que quaisquer outras perguntas deveriam ser feitas à organização do Fortal.

Foliões afirmaram à reportagem que o incidente foi um erro da organização, que manteve as barreiras de contenção em pé porque o bloco de Bell Marques havia parado. O problema, dizem, é que o de Ivete seguiu andando.

“O bloco estava muito cheio, muito mais do que o normal”, relata o empresário Guilherme Couto, 34, que é presença frequente no Fortal. Ele é de Olinda (PE) e costuma frequentar micaretas em Recife, Salvador (BA) e também em Fortaleza. “Nunca vivi uma situação como essa, em nenhum desses lugares. Muito menos com uma falta de preparo, de postura e de cuidado com o folião.”

“As pessoas que estavam em frente ao trio, inclusive eu e meus amigos, ficaram espremidas. A gente ficou sem ar. Ficamos sem conseguir pisar no chão”, relatou Guilherme. “Teve gente que quebrou a perna, teve gente que se cortou, teve gente pisoteada. Foi um caos. Até que a barreira da frente, que isolava um bloco do outro, rompeu. Aí conseguimos andar.”

Vinicyus Telles está com os pés doloridos e o corpo arranhado, mas afirma estar bem. Ele também era uma das pessoas que estava no “empurra-empurra” que aconteceu durante o bloco de Ivete. “Gosto muito da Ivete, mas confesso que estou completamente decepcionado pela situação”, disse.

Ivete se apresenta novamente no Fortal neste domingo (23), com o bloco Village, mas os fãs estão preocupados com a possibilidade da confusão se repetir. Vinicyus, por exemplo, preferiu não ir, mesmo com o abadá comprado. “Estou tentando vender, mas devido ao acontecido ninguém quer ir hoje”, afirmou.

Guilherme, por outro lado, estará novamente no Fortal neste domingo. “O que resta é medo de hoje, A gente vai, a gente é louco por Ivete, mas não é justo que essa experiência seja acabada por conta de negligência e irresponsabilidade dos outros”, falou.

Fonte: Folharpress/Gabriela Bonin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *