EUA confirmam mais uma morte por “ameba comedora de cérebro”

O Departamento de Saúde Pública da Geórgia, nos Estados Unidos, confirmou mais uma morte por infecção de Naegleria fowleri – conhecida como “ameba comedora de cérebro”. Segundo a entidade, a vítima, um homem maior de 18 anos, provavelmente foi infectada enquanto nadava em um lago de água doce no estado.

Naegleria fowleri é uma ameba que vive no solo e em lagos de água doce, rios, lagoas e fontes termais. Ela é chamada de “ameba comedora de cérebro” porque destrói o tecido cerebral, causando inchaço cerebral e geralmente a morte. As infecções ocorrem por meio do nariz, quando a água onde o organismo está presente entra no corpo.

Continua após a publicidade..

“Os sintomas da infecção por Naegleria fowleri começam com dor de cabeça intensa, febre, náuseas e vômitos e progridem para rigidez de nuca, convulsões e coma. Uma vez que os sintomas começam, a doença progride rapidamente e geralmente causa a morte dentro de cerca de cinco dias”, informou o Departamento de Saúde da Geórgia.

De 1962 a 2021, 154 casos da ameba “comedora de cérebro” foram relatados nos Estados Unidos, com apenas cinco sobreviventes. Em julho do ano passado, o governo precisou fechar o lago do Lake of Three Fires State Park, no condado de Taylor, devido à presença da ameba na água. Um mês depois, uma criança morreu pela infecção após nadar no Rio Elkhorn, a oeste de Omaha

SBT news

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *