Homem que perdeu três filhos para o câncer morre no Dia dos Pais no Ceará

O corretor de imóveis Régis Feitosa Mota, que perdeu os três filhos para o câncer, morreu neste domingo (13). Ele teve três diagnósticos também da doença entre 2016 e 2023. A informação foi compartilhada nas redes sociais pelo irmão dele, Rogério Feitosa Mota.

“Nosso guerreiro foi ao encontro dos filhos exatamente no dia dos pais. Que Deus o tenha, meu irmão! Te amamos muito!”, publicou Rogério Feitosa Mota, irmão do corretor de imóveis.

Conforme a família explicou, Régis era portador da síndrome rara hereditária Li-Fraumeni (LFS), causada por uma mutação genética que aumenta a probabilidade em até 90% nas chances dos portadores desenvolverem câncer até os 70 anos.

Continua após a publicidade..

Em janeiro deste ano, Régis publicou nas redes sociais sobre o terceiro diagnóstico de câncer que ele recebeu — um mieloma múltiplo. Cinco dias atrás, ele compartilhou com os amigos que estava internado em um hospital, realizando exames e aguardando por um transplante de medula óssea, o qual precisou ser adiado devido a resultados alterados nos exames.

“Descobrimos aí mais uma doença. Já tratamos leucemia, linfoma, não Hodgkin, que estão estabilizados. Mas a gente vem tratando, não estão curados. Dessa vez, descobrimos um mieloma múltiplo, que atinge inclusive os ossos”, disse Régis Feitosa em um vídeo publicado na rede social.

Homem que perdeu três filhos para o câncer morre no Dia dos Pais no Ceará | FOTO: ReproduçãoHomem que perdeu três filhos para o câncer morre no Dia dos Pais no Ceará | FOTO: Reprodução

Ao todo, ele e os filhos receberam 12 diagnósticos para a doença. Régis ainda compartilhou que o terceiro diagnóstico do câncer estava “comprometendo não a visão, mas a parte da musculatura do olho. Então o olho está um pouco caído, e a pálpebra não está fechando”

O corretor de imóveis também compartilhou uma mensagem de esperança sobre o tratamento, que teria como inspiração a luta dos três filhos: Beatriz, de 10 anos; Pedro, 22; Anna Carolina, de 25. Infelizmente, não resistiram à doença. A mais velha morreu em novembro de 2022.

“Contarei, além da minha fé, da minha vontade de viver, com a minha maior fonte inspiradora. Essa fonte inspiradora é a minha riqueza emoldurada, minha vida emoldurada, meus filhos. Vocês, meus filhos, foram gigantes durante suas lutas contra os diversos cânceres que os atingiram. Nunca murmuraram, não desistiram, e lutaram com força e com esperança até o fim! Pois assim o farei, meus amados filhos, seguirei sempre firme e em frente, lutarei com força e com fé, até o fim, um dia de cada vez!”, escreveu Régis.

MORTE DOS FILHOS

A filha caçula de Régias, Beatriz, faleceu em 2018, com apenas 10 anos. Ela foi diagnosticada com leucemia linfóide aguda. A criança chegou a passar por um transplante de medula, que teve a mãe como doadora. Porém, meses depois, a doença voltou.

Momento de muita dor e tristeza | FOTO: ReproduçãoMomento de muita dor e tristeza | FOTO: Reprodução

O outro filho, Pedro, de 22 anos, teve cinco episódios de câncer e morreu em 2020 com um tumor no cérebro. A última perda foi Anna Carolina, de 25 anos, atingida com um tumor no cérebro em 2021 e morreu em novembro de 2022.Na infância, ela também fez tratamento contra leucemia.


Fonte: Meio Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *