Ministro Wellington Dias participa da solenidade nacional de adesão ao Pronasci 2

O Ministério da Justiça e Segurança Pública promoveu, nesta terça-feira (25.07), o Seminário Nacional de Participação e Adesão ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci 2). A abertura do evento contou com a participação de chefes de pastas do Governo Federal, entre eles, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias.

FOTO: ROBERTA ALINE/MDSMinistro Wellington Dias participa de abertura do Seminário Nacional de Participação e Adesão ao Pronasci 2

Continua após a publicidade..
Ministro Wellington Dias participa de abertura do Seminário Nacional de Participação e Adesão ao Pronasci 2

Em sua fala, o titular do MDS exaltou a importância do programa, lembrando o caso Marielle Franco. “Nesta semana, tantas coisas fundamentais estão sendo feitas para a reconstrução do país. Em casos emblemáticos como o da Marielle, hoje sabemos que há uma condução. O país e o mundo querem saber quem mandou matar Marielle, por tudo que representou para todos nós a história de luta dela”, pontuou.

O Pronasci é um programa do Governo Federal que visa diminuir os indicadores de criminalidade nas regiões metropolitanas mais violentas do Brasil. Ao todo, são 94 ações que envolvem a União, estados, municípios e a sociedade civil. O Pronasci 2 foi lançado em março deste ano, com ações focadas em 163 municípios brasileiros que concentram 50% das mortes violentas intencionais.

O programa é um dos principais do Governo Federal de prevenção, controle e repressão da criminalidade. O objetivo nesses territórios é intensificar uma cultura de paz, de apoio ao desarmamento e de combate sistemático aos preconceitos de gênero, étnico, racial, geracional, de orientação sexual e de diversidade cultural.

“Nós precisamos identificar em cada território desses 163 municípios prioritários o que podemos fazer juntos para reduzirmos os indicadores de mortes violentas intencionais e, com isso, diminuir as outras modalidades criminosas, os crimes patrimoniais violentos, feminicídio, racismo, crimes ambientais. Todos esses que estão postos sobre a mesa das famílias brasileiras”, ressaltou o ministro da Justiça, Flávio Dino.

Fonte: Assessoria de Comunicação – MDS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *