Secretário revela queda nas receitas, mas garante que situação não compromete investimentos no Piauí

Em entrevista à TV Cidade Verde nesta quarta-feira (10), o secretário estadual de Fazenda, Emílio Júnior, revelou que a equipe econômica do Governo do Piauí avalia os desafios para o segundo quadrimestre fiscal de 2024. Isso porque após crescimento da arrecadação nos quatro primeiros meses do ano, o estado começa a acumular queda nas receitas.

O gestor explicou que apesar dos resultados primários e nominais planejados para o início do ano terem sido alcançados, por conta do aumento nas transferências do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e da arrecadação com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a projeção para os próximos meses é de queda.

Continua após a publicidade..

“Dois meses agora em relação a receita do ICMS, tanto do mês de maio como do mês de junho, aquilo que vínhamos crescendo acima de 10%, o crescimento agora já foi abaixo de 10%, crescemos algo em torno de 6%, é algo que nos preocupa. A primeira parcela do FPE em julho, infelizmente em termo de valores nominais, foi 6% menor que aquilo que recebemos no ano passado”, declarou o secretário.

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Apesar disso, Emílio Júnior garante que não há risco de impacto nos investimentos já em andamento. “Temos essa dificuldade da receita própria, mas temos aquilo que o estado planejou trabalhar com as operações de crédito. Em relação aos investimentos que estão saindo na ponta, nada disso vai ter descontinuidade porque os recursos já estão assegurados”, frisou.

Por outro lado, o secretário enfatizou a preocupação com o equilíbrio das contas públicas. “É uma preocupação que temos que ter alerta, porque uma das coisas que o nosso governador sempre determina é que temos que trabalhar a questão dos investimentos, fazer o estado andar, mas não podemos desapegar de mantermos o equilíbrio econômico e financeiro do estado. Temos que trabalhar dentro da real necessidade e daqueles que temos como receita”, concluiu.

 

cidade verde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *