Única mulher do TJ, desembargadora Eulália Pinheiro oficializa aposentadoria

A desembargadora Eulália Pinheiro, única mulher a integrar o pleno do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), se aposenta nesta terça-feira (08) após mais de 45 anos de atuação na magistratura. Ela foi homenageada nesta segunda e presidiu, pela última vez, uma sessão plenária da corte.

Em seu discurso de despedida, a desembargadora relembrou a trajetória e o pioneirismo que representa para o judiciário piauiense, por ser a primeira mulher a ingressar na magistratura estadual, em julho de 1978.

Continua após a publicidade..

 “Tinha ciência do meu pioneirismo. Pesava sobre os ombros a consciência da representatividade. Os preconceitos estavam se rompendo e a maior exigência para que a mulher ocupasse as mais importantes funções em nosso País era que ela fosse competente. Ser competente era ser bem mais eficiente que o homem em iguais circunstâncias”, disse.

Eulália Pinheiro deixa o Tribunal de Justiça por completar 75 anos no próximo dia 26 de agosto, idade em que os magistrados se aposentam de forma compulsória.

Foto: Ascom/TJPI

Para a desembargadora, a pauta da ocupação dos espaços de poder por mulheres competentes avançou. “Ao que me parece, o esforço superior ainda é exigido, a jornada ainda é tríplice, mas os espaços estão sendo ocupados, as vozes estão sendo ouvidas, a capacidade não é posta em dúvida pelo simples fato de se tratar de uma mulher.
Pode não parecer para os mais jovens, mas a verdade é que a sociedade mudou e está mudando”, avaliou.

Em sua trajetória na magistratura estadual, Eulália Pinheiro passou por diversas comarcas no interior e na capital. Em 2003 alcançou o posto de desembargadora, chegando a presidir o Tribunal de Justiça e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI).

A magistrada diz compreender que abriu caminhos e foi seguida

“Sei que tem inúmeras prontas para ocupar os espaços de tomada de decisão. Porque somos muitas magistradas, promotoras, Advogadas, servidoras, atuando todos os dias de forma a transformar o Judiciário em um Poder melhor”, declarou.

Homenagens

Durante a sessão desta segunda-feira, Eulália Pinheiro foi homenageada pelos colegas de magistratura, servidores, membros do Ministério Público e familiares.

O ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), também enviou congratulações à desembargadora. “Transmito meu reconhecimento por tudo que fez pelo Judiciário piauiense e por ter sido a primeira também a me encaminhar na magistratura”, ressaltou.

Foto: Ascom/TJPI

Outras aposentadorias 

Além de Eulália Pinheiro, outros três desembargadores devem se aposentar até o final de 2023:

  • Edvaldo Moura – agosto
  • Raimundo Eufrásio Alves Filho – outubro
  • José Ribamar Oliveira – dezembro

Em julho, o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar também formalizou a aposentadoria.

As vagas em vacância após a aposentadoria dos desembargadores vão ser preenchidas por juízes de carreira.

Natanael Souza (Com informações do TJPI)
redacao@cidadeverde.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *