Flamengo faz 2 a 0 no Grêmio e fica perto da vaga na final da Copa do Brasil

Em uma semifinal muito melhor que Corinthians x São Paulo, o Flamengo deu um passo muito grande em direção à final da Copa do Brasil, ao vencer o Grêmio no jogo de ida, nesta quarta-feira, em Porto Alegre por 2 a 0.

Continua após a publicidade..

Foto – Marcelo Cortes / CRF

Autor de um dos gols, Gabigol ainda perdeu um pênalti. Thiago Maia fez o segundo.

As duas equipes voltam a se enfrentar dia 16 de agosto, no Maracanã, e a equipe flamenguista poderá perder por até um gol de diferença, que ainda assim ficará com a vaga na decisão.

O jogo começou em alta velocidade, com as equipes forçando muito a marcação na saída bola do adversário. O Flamengo buscou a troca de passes rápida pelo meio, enquanto o Grêmio concentrava suas jogadas em Suárez, de compromisso novo com o time gaúcho até o fim do ano.

Logo aos três minutos, o astro uruguaio tentou surpreender Matheus Cunha do meio de campo. O Flamengo respondeu com Bruno Henrique, que forçou boa defesa de Gabriel Grando, aos quatro.

Suárez continuou ativo demais e por mais duas vezes tentou abrir o placar em lances de muita visão de jogo, mas errou na finalização. Os lances serviram para manter a supremacia gremista durante os primeiros quinze minutos.

O Flamengo reequilibrou a disputa com bom toque de bola de Bruno Henrique e Arrascaeta, mas não ameaçou a meta de Grando, graças ao bom posicionamento da zaga do Grêmio, principalmente de Bruno Uvini, muito bem na cobertura.

O Grêmio que havia roubado pelo menos três bolas na saída do Flamengo sofreu com o próprio veneno, aos 32 minutos. Wesley tomou a bola e tocou para Bruno Henrique na esquerda. A assistência veio no meio da área onde estava Gabigol: 1 a 0.

O Grêmio acusou o golpe e deixou espaço para o Flamengo tocar mais a bola. Aos 37, Bruno Alves cortou um passe de Arrascaeta com o braço. Pênalti que Gabigol cobrou para defesa de Gabriel Grando, aos 39.

Renato Gaúcho substituiu Bruno Uvini, pendurado com o cartão amarelo, por Ferreira em busca de maior agressividade no ataque, mas as defesas foram superiores no final da primeira etapa.

O segundo tempo começou muito nervoso, com faltas mais ríspidas, vários erros de passes e catimba. Aos dez minutos, Suárez roubou a bola da zaga no tiro de meta do Flamengo e bola foi para o gol, mas o árbitro Raphael Claus anulou o lance.

A situação ficou mais complicada para o Grêmio, aos 13 minutos, quando Kannemann recebeu o segundo cartão amarelo, após falta em Everton Ribeiro, e foi expulso.

Mesmo com um jogador a menos, o time gaúcho mostrou força na marcação e por pouco não obteve o empate, aos 20 minutos, com Ferreira em chute colocado da entrada da área. O Flamengo respondeu com Everton Ribeiro no ataque seguinte, mas Gabriel Grando fez mais uma boa defesa.

O diferencial do Flamengo, mais uma vez, foi a qualidade técnica de seus jogadores. Em uma jogada de todo setor ofensivo, aos 23 minutos, Arrascaeta tocou para Thiago Maia, que tentou rolar para Gabigol, mas a bola bateu em Bruno Alves e entrou: 2 a 0.

Valente, o Grêmio tentou pelo menos diminuir a desvantagem, principalmente com Suárez, que lutou a cada bola, apesar das aparentes dores no joelho direito.

No final, o time gaúcho sucumbiu diante do bom toque de bola do Flamengo, que teve chance de fazer o terceiro com Pedro. Feliz, a torcida carioca presente na Arena gritou ‘olé’ nos minutos derradeiros.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *