Helicóptero com tripulação da Funai some na Floresta Amazônica; um é piauiense

Um helicóptero que levantou voo na quarta-feira, dia 16, por volta das 12h, do polo base Bona, situado na Aldeia Maritepu, que está dentro do Parque Indígena Tumucumaque, na região do Pará, não chegou ao seu destino final, Macapá, e está desaparecida por mais de 24 horas. As buscas por todos eles foram iniciadas.

Três pessoas estavam a bordo da aeronave: o comandante da aeronave, o mecânico e um passageiro que é servidor da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai). São eles: José Francisco Vieira, engenheiro da Funai; Josilei Gonçalves de Freitas, comandante Tenente Coronel e Gabriel, mecânico.

Continua após a publicidade..

Segundo o comandante do Grupo Tático Aéreo (GTA), Comandante Pinon, a aeronave decolou por volta das 12h da manhã de quarta-feira e tinha previsão de chegar em Macapá por volta das 14h. O comandante também informou que a região é de difícil acesso e isso pode ter causado problemas técnicos durante o voo.

“Com base nas informações que temos, eles tentaram passar pela área do Mucuru… dado que a região é de difícil acesso, as condições climáticas adversas podem ter contribuído.”

meio norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *