Polícia prende o empresário ‘Maguim Cell’ suspeito de receptação em Teresina

Foi cumprido um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão, além da suspensão das atividades econômicas de um homem identificado pelas iniciais W.S.L.G., suspeito de comprar uma carga roubada de aparelhos celulares, na manhã desta terça-feira (1°/08).

De acordo com o delegado Matheus Zanatta, o homem foi preso em flagrante em sua residência no bairro Joia, na cidade de Timon, Maranhão, e deve responder pelo crime de descaminho.

Continua após a publicidade..

“Realizamos buscas na residência e no estabelecimento comercial do investigado. Vários aparelhos eletrônicos sem procedência foram apreendidos e a loja está interditada”, explicou o delegado. Ainda segundo o delegado no momento de cumprir o mandado de busca, uma segunda loja foi interditada porque possuía produtos sem procedência.

O preso está sendo encaminhado para a sede da Secretaria de Segurança Pública para prestar depoimento e posteriormente ficará à disposição da Justiça.

Matheus Zanatta ainda ressaltou que o homem foi preso durante a operação “Interditados II”, deflagrada em abril deste ano, em que se apurava a venda realizada por estabelecimentos comerciais localizados no Shopping da Cidade, de aparelhos celulares que foram subtraídos em um roubo de cargas. Na ocasião foi lavrado o auto de prisão em flagrante, pela Polícia Federal em razão de indícios de autoria e materialidade do crime de descaminho no estabelecimento de propriedade do investigado.

A investigação aponta que no dia 16 de janeiro deste ano dois homens armados, sob forte ameaça, renderam o motorista de um veículo que estava transportando uma carga de celulares. O crime aconteceu na Avenida Humberto Pietrogrande, bairro Beira Rio, em Teresina.  Após a ação criminosa, a empresa de rastreamento foi acionada e o veículo roubado foi localizado na Estrada da Alegria, zona sul da capital.

No decorrer das investigações a polícia encontrou um dos aparelhos roubados em posse de uma mulher de iniciais J.Y.A.L., que em depoimento afirmou ter comprado o celular em uma loja de propriedade de W.S.L.G., localizada no Shopping da Cidade, centro de Teresina.

180Graus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *