Wellington permanece no MDS que será turbinado com novo programa

A secretária Nacional de Renda de Cidadania do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Eliane Aquino, elogiou o ministro Wellington Dias por sua capacidade política em enfrentar o modo de fazer política do centrão. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Aquino destacou a importância de Wellington Dias para as políticas públicas, especialmente aquelas direcionadas às necessidades da população.

Ela ressaltou que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva precisou reestruturar o Bolsa Família devido ao aumento desordenado de beneficiários pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, que deixou o programa sem financiamento adequado.

Continua após a publicidade..

Entre as prioridades do ministério, Aquino mencionou a reconstrução do Bolsa Família, do Suas (Sistema Único de Assistência Social) e a criação de uma área de inclusão socioeconômica. Ela enfatizou a importância de gerar empregos para as pessoas no Cadastro Único e no Bolsa Família, desmistificando a ideia de que não desejam trabalhar.

Quanto à base de apoio de Lula no Congresso Nacional, ele está negociando cargos com partidos do Centrão devido à falta de apoio suficiente. O ministério do Desenvolvimento Social, atualmente liderado por Wellington Dias, tem sido objeto de interesse, especialmente do PP, liderado pelo presidente da Câmara, deputado Arthur Lira.

As especulações sobre a inclusão do ministério do Desenvolvimento Social em uma reforma ministerial do governo Lula estão perdendo força. Wellington Dias apresentou um novo projeto ao presidente Lula, chamado Plano Brasil Sem Fome, que visa mobilizar o país para reduzir a insegurança alimentar grave. O plano será lançado no Piauí, seguindo o modelo do programa Fome Zero lançado no estado em 2003.

O presidente Lula visitará o Piauí para inaugurações de obras de mobilidade e para o lançamento das obras do novo PAC, que investirá R$ 56,5 bilhões no estado. Além disso, ele lançará nacionalmente o Plano Brasil Sem Fome, liderado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, sob o comando de Wellington Dias. A visita ocorrerá após o retorno de Lula de países africanos ainda neste mês de agosto.

poder 360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *