Lula diz que polícia não pode confundir pessoas pobres com bandidos

Nesta quinta-feira (10), durante uma cerimônia no Rio de Janeiro, o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, expressou críticas contundentes em relação à perda de vidas de cidadãos inocentes ocasionada por ações policiais. Ele enfatizou de forma enfática que é crucial não estabelecer equívocos entre indivíduos de baixa renda e indivíduos envolvidos em atividades criminosas.

O povo da periferia precisa ser tratado com respeito para que nunca aconteça o que aconteceu com um menino que foi assassinado por um policial despreparado”, disse Lula. “A gente não pode culpar a polícia, mas a gente tem que dizer que um cidadão que atira num menino que já estava caído é irresponsável e não estava preparado do ponto de vista psicológico para ser policial.”

Segundo Lula, o governador e o presidente precisam trabalhar juntos para criar condições para que a polícia seja eficaz no combate ao crime. “Mas, ao mesmo tempo, essa polícia tem que saber diferenciar o que é um bandido do que é um pobre que anda na rua”, disse o presidente, que estava no mesmo palco do governador fluminense Cláudio Castro, durante evento na zona oeste da cidade.

Continua após a publicidade..

O presidente fez o mesmo comentário em sua conta no X, antigo Twitter, citando a morte do menino Thiago Menezes, de 13 anos. O adolescente morreu durante operação policial na última segunda-feira (7), na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

(Com informações da Agência Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *