PSG deve demitir funcionários caso Mbappé saia de graça; entenda o apelo!

PSG resolveu apelar para conseguir lucrar com a venda de Kylian Mbappé. Conforme o jornal “L’Équipe”, nessa terça-feira (08), o clube francês endereçou uma carta ao jogador em 4 de agosto, elencando as preocupações sobre a possível saída ao término do contrato, sem custos. Entre as consequências citadas, destaca-se a demissão de funcionários.

Mbappé mantém seu contrato vinculado ao Paris Saint-Germain até o término de junho de 2024. No cenário em que não haja uma negociação durante a janela atual, o atleta terá a opção de transferir-se para outro clube, provavelmente o Real Madrid, sem que a equipe da capital francesa obtenha qualquer compensação financeira.

Continua após a publicidade..

Para além da eventual demissão de funcionários, o PSG elencou outras complicações que surgiriam caso Mbappé cumprisse integralmente o seu contrato e não fosse transferido:

O PSG estaria convicto de que Mbappé já teria estabelecido um acordo com o Real Madrid para assinar contrato durante o verão de 2024. Alegadamente, o jogador receberia 160 milhões de euros (equivalente a cerca de R$ 833 milhões) ao selar o compromisso com o clube espanhol. Sob essa circunstância, não haveria o pagamento de uma multa rescisória.

Contudo, em conformidade com as diretrizes de transferências estipuladas pela FIFA, o Real Madrid não pode firmar um acordo com Mbappé sem a prévia autorização do seu atual clube, o PSG. O jogador mantém contrato com a agremiação francesa até o dia 30 de junho do próximo ano.

Havia a possibilidade de que ele estendesse o seu contrato com o Paris Saint-Germain até 2025, contudo, ele não ativou essa cláusula dentro do prazo estipulado pelo clube, que se encerrou em 31 de julho. O PSG está buscando transferi-lo durante a atual janela de transferências internacionais, que encerra na França no dia 1º de setembro.

PSG estabeleceu 200 milhões de euros como valor para negociar sua transferência. O Al-Hilal, da Arábia Saudita, chegou a apresentar oferta de 300 milhões de euros (correspondente a mais de R$ 1,5 bilhão), porém esta proposta foi rejeitada pelo atacante. Além disso, segundo o “Telegraph” e do “Marca”, o Chelsea e o Barcelona estão interessados e mantiveram diálogos.

Meionorte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *