Vídeo: empresária cospe em motorista de app após discussão por troco

Viralizou nas redes sociais durante o último final de semana, um vídeo que registrou o momento que uma passageira cuspiu em um motorista por aplicativo na capital goiana. A discussão entre eles foi motivada pelo troco da corrida. As informações são do Metrópoles.

O caso aconteceu na última sexta-feira (18/08), no Setor Sul, em Goiânia, e a situação foi filmada pela câmera de segurança instalada pelo próprio motorista dentro do veículo. Veja as imagens:

Continua após a publicidade..

Cuspida

No vídeo da viagem, que durou 2 minutos e 59 segundos, é possível ver o momento em que a mulher entra no carro junto a outra passageira. Logo em seguida, ela já questiona o motorista sobre ele ter “R$ 30 de troco”. Alegando que não tinha o valor solicitado, o motorista sugere que a melhor opção, seria uma pagamento via PIX.

A mulher, que é dona de um café na capital goiana, pede que o motorista coloque o valor da viagem dela para ser cobrado dela na próxima corrida que ela fizer no aplicativo. No entanto, o motorista Luiz Antônio de Oliveira, de 48 anos, não aceita a forma de pagamento e diz para as passageiras descerem e pegarem “outro carro”.

Irritada, a mulher xinga o motorista, que retruca. Nesse momento, ela cospe nele, que também devolve com outro cuspe na direção da mulher.

Quando a mulher sai do carro, é possível ver que o homem também sai. Ele argumentou que ela tentou danificar a porta do veículo, mas foi impedida pela acompanhante.

Pedido de desculpa

A empresária chegou a gravar um vídeo, que foi publicado nas redes sociais, em que afirma que a agressão entre ela e o motorista foi mútua e que a situação foi “infeliz”, no entanto, as imagens já foram apagadas.

Em nota, a defesa da mulher afirmou que houve falta de transparência e exagero do motorista ao divulgar as imagens. “Entendemos que ouve uma falta de transparência entre a plataforma, o motorista e a cliente, pois ao cliente apareceu a opção pagamento por dinheiro e na ausência de troco a opção de pagamento posterior, mas o motorista, entretanto, além de dizer que não trabalhava dessa forma, puxou o freio de mão de forma brusca e mandou que as passageiras descessem. Entendo tive uma reação exagerada ao cuspir no motorista, sobre essa atitude isso me arrependo profundamente”, diz a nota.

“Os xingamentos e cuspes foram recíprocos, mas que ao descer do veículo, o motorista foi para cima das passageiras em tom ameaçador, ao que se pode escutar os gritos ao fundo do vídeo. Ressaltamos que a conduta dos envolvidos está permeada de excessos, mas que o motorista de aplicativo ao divulgar um vídeo, onde preserva sua imagem com o logo da rede social e expõe as passageiras, exagerou novamente em suas razões, pois expôs uma terceira pessoa, a segunda passageira, que nada tinha a ver com a discursão [sic] e está tendo sua imagem viralizada”, complementa a defesa da mulher.

Problemas com passageiros

Luiz Antônio está cadastrado na plataforma da Uber há dois anos e meio, mas há seis meses trabalha de forma fixa, por estar desempregado. Segundo ele, nesse período, teve outros problemas com passageiros e, por isso, tem uma câmara instalada no veículo e registra todas as corridas que faz.

De acordo com ele, a reação dele foi um impulso. O motorista justificou ainda que o método solicitado pela passageira não é facilmente aceito pela plataforma. “Isso de pagar depois nem toda vez a plataforma aceita. Se o passageiro tiver uma pendência, a plataforma não aceita e a viagem é terminada”, explicou Luiz

Em nota, a Uber lamentou o caso e considerou inaceitável o comportamento do motorista e da passageira. As contas foram suspensas enquanto é feita uma apuração. “Esperamos que motoristas parceiros e usuários não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente as autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados ou entenderem estar sendo vítimas de ações ilegais, como fraudes ou golpes”, diz o comunicado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *